sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

COTIDIANO

Queria que os dias pudessem ser como os sonhos, para eu poder construir e acabar com eles quando sentisse vontade. Pena...Não são... e o que eu posso fazer então é deixar os dias passarem e mudar a minha opinião a cada segundo, pois é assim que as coisas acontecem, só posso dizer que a partir de hoje vou me importar apenas com quem se importa comigo, o resto que se foda, pois não vou correr como louca atrás de sentimentos, pessoas e palavras como antes...


Agora minha vida não vai mais ser um conto de fadas e eu não vou mais ter tanta calma em todas as situações, porque assim ninguém entende meus esforços e eu passava sempre pela vaca vestida de santa. Bem, agora continuarei sendo a vaca, só que não mais com as roupas de santa!!!

domingo, 9 de janeiro de 2011

Irreal.

Pensamentos; esse emaranhado de situações, cores, formas e sentimentos que nos transmite a todo momento do quarto de nossa casa para qualquer lugar perdido.

As vezes sufoca, as vezes conforta, as vezes nem sei. Os invento, tento, e logo durmo. Me consome e logo some.

O celular não demora e dispara Calcanhoto pelo quarto todo. Acordo da mesma maneira pra viver minha vida corriqueira.

Podia ao menos permanecer sonhando, pois lá é bem mais divertido!